A MARRAR

Só as ditaduras, as «democraduras» ou as «dictablandas», têm presos políticos. Só elas prendem dirigentes políticos e associativos legitimamente eleitos como representantes do povo e que nunca usaram da violência política para defender os seus ideais, acusando-os de crimes de "rebelião" e "sedição" para tal interpretando como "violência" o exercício do direito fundamental de manifestação ou de expressão. Nós, pelo contrário, não calamos a nossa...

E afinal o terramoto veio e com ele uma mudança profunda no sistema partidário italiano. Mais de 55% dos eleitores votaram em forças antissistema. Comparativamente ao resto da europa (dados Eurobarómetro), os italianos são os que pensam serem os serviços proporcionados pelo estado os de menor qualidade. Esta é, provavelmente, a imagem que mostra, de uma forma mais clara, quão grande é a barreira entre os...

No próximo domingo, dia 4 de março, os italianos serão chamados para renovar o parlamento. A consulta popular anuncia ser da maior importância e coloca-se como um daqueles acontencimentos que marcam a historia politica, seja da península itálica, seja do continente europeu. As regras do jogo: o sistema eleitoral (chamado Rosatellum) é de tipo misto, ou seja, com duas componentes, uma uninominal (37% dos lugares) e...

“Você gostaria que fizessem isso com você? Se a resposta é não, logo - então - não o faça. ”  Essa foi uma expressão da minha infância, que me formou e a muitos que com ela conviveram. Toda vez que sento para escrever um texto, me surpreende o lembrar sobre o quê - minha saudosa avó Alaíde - me diria sobre ele. Professora do município...

Pode-se compreender, como Fausto, que o PSD deseje ardentemente superar a herança e a situação em que actualmente se encontra, negociando com Mefistófeles mais vinte e quatro anos de vida sem envelhecer para se dedicar aos prazeres da governação. Mas até nisto lhe falta o génio de Goethe para lhe escrever o guião da história....

Não vale a pena absolutizar a Constituição: numa ordem política democrática, quando o Estado de Direito e a democracia entram em conflito, então é preciso negociar e deliberar para encontrar uma saída, necessariamente de índole política. É isso que tem faltado em Espanha e na sua relação com a Catalunha....