A MARRAR

Hoje, como noutras ocasiões já fizemos no passado, emprestamos a Vaca Voadora (VV) 2.0 para que uma nossa convidada, a Professora Alessandra Maia (que foi Vaqueira em VV 1.0), autora e única responsável do texto que se segue sobre «A radicalização da direita e a crise sanitária no Brasil» (excepto no caso da imagem, cuja fonte é o «El País», Brasil), possa voar neste herbívoro...

Haverá quem se questione da pertinência deste artigo num blogue conotado com a política. Eu respondo, socorrendo-me de Brecht  e do seu célebre poema “ O analfabeto político”, o mesmo que vinca que “tudo é política” e que é esta- a política - que enche ou esvazia as mesas das famílias; que coloca ou retira as mulheres “da rua”; que maltrata ou cuida das crianças...

Eduardo Ferro Rodrigues, outrora um porta-estandarte de uma sensibilidade de esquerda dentro do PS que tem vindo progressivamente a abandonar para hoje se situar noutras águas, afirmou não faz muito tempo que Marcelo Rebelo de Sousa seria um "presidente independente de si próprio" e, nessa medida, era o seu candidato preferido nas eleições que se avizinham. Significaria isto que o PR não agiria  de acordo...

[‘A cultura é tudo o que resta depois de se ter esquecido tudo o que se aprendeu’*]. Afinal, quem é que em tempos de coronavírus se interessa genuinamente pelos equipamentos culturais, pelos artistas e criadores, pelo impacto da pandemia nas artes do espetáculo? As artes são instrumentos para a felicidade, são algo de estrutural na existência humana e devem ser consideradas necessidades imprescindíveis. O mercado...

No texto que aqui divulguei na passada semana, defendi a ideia de que a presidência da República tem um estatuto preciso dentro do sistema político português. Por um lado, temos a conjuntura em que foi definido o papel do PR, combinando um legado histórico multifacetado, considerações de natureza política resultantes do processo revolucionário, e ainda elementos de cultura política; por outro, a evolução do sistema...

O presidente da Republica que os portugueses escolherem nas eleições que se avizinham irá ter a honra de encabeçar as celebrações do 50º aniversário do 25 de Abril. A longevidade do regime saído da Revolução dos Cravos, e o seu balanço altamente positivo,  são motivo de orgulho para todos os Portugueses. Mas nada é eterno. E parar é morrer. A projecção deste regime no futuro...

Porque à sombra da calamidade, e com os argumentos que a calamidade ia oferecendo sem exigir nada em troca, foram- se construindo, umas, subtis, outras, descaradas, alianças que estão a servir de argumento para a recomposição do que, durante mais de quarenta anos se arrumou nos principais braços da balança político-partidária, a esquerda e a direita...

Lembrei-me da pintura do Andy Warhol que encima este post como me poderia ter lembrado de Walt Disney e o seu Tio Patinhas a nadar na torre onde guarda as moedas quando chegou à arena publica a proposta da Comissão Europeia que prevê a disponibilização aos 27 de muito (mas mesmo muito) dinheiro para os próximos anos, dos quais Portugal poderá receber uma quantia muito...

Ante a pandemia que nos tem inquietado globalmente, sem excepção, há um ponto que tem de se vincar – é que esta não pode ser “almofada” para os abusos aos direitos humanos, nomeadamente os que se referem ao trabalho. Nem tão pouco o progresso da humanidade pode ser sujeito a “cercos sanitários”! Na região Autónoma da Madeira (RAM) por exemplo (menciono-a no caso, por ser a...

Como estreia neste blogue ocorreu-me fazer um tributo a Maria Velho da Costa  pois se é certo que guardo dela o talento literário pelas Novas Cartas Portuguesas e pela Myra, é a gratidão que lhe devo que mais me pesa. Gratidão por ter sido percursora – com outras tantas mulheres e homens, é certo – da assumpção de Liberdade que a minha geração – não obstante as falhas e recuos...