Há limites à especulação, mesmo quando ao teorema de Pitágoras. O mesmo se aplica ao que se vai passar no seio da maioria parlamentar. Até ao momento, o histórico tem mostrado que existem mecanismos para superar as diferenças. Cabe então a MRS não se imiscuir nesses mecanismos e concentrar-se nos poderes que a Constituição lhe confere. Os seus estados de alma podem ser muito excitantes...

Esta política de saúde já mostrou que não está a responder ao que é exigido de um governo que se afirma empenhado em dar uma orientação de esquerda às suas políticas sociais. Está, por isso, nas mãos da actual maioria parlamentar iniciarem o processo de mudança da política de saúde....

É a liberdade de imprensa e a normalização das relações com o Irão (moderado) que estão em causa no ataque à Aljazeera (e ao Qatar). Haverá causas mais importantes para o governo de esquerdas português se empenhar? Para a Europa progressista se empenhar? Cheguem-se à frente, por favor, com urgência!...

A aliança primordial com os sauditas (e os turcos) para derrotar o terrorismo soa como pouco ou nada credível. E, por outro lado, não se percebe como é que será possível uma derrota do ISIL, na Síria e no Iraque, bem como soluções políticas estáveis e duradouras para estes dois países, sem um forte apoio dos curdos e do Irão (bem como dos xiitas do...

Não foi pela falta de alertas sucessivos que teve de se chegar a esta tomada de posição pública, denunciando a situação da saúde dos portugueses e do desempenho do SNS. Os vinte e cinco signatários preferiram ser eles, enquanto apoiantes dos acordos de 10 de Novembro de 2015, a tomar a iniciativa de lançar o alerta para o que se está a passar do que...

Sendo este o governo que de momento representa a circunstância política em que Portugal se encontra, então esse governo tem de estar à altura dessa circunstância, que é de grande exigência e rigor sociais. As explicações são todas admissíveis, tenham elas a razoabilidade que tiverem, sobretudo quando são dadas no rescaldo dos acontecimentos. De momento o que importa, para além de acudir às...

A condição periférica teve sempre espaço para a perfeição. Mesmo nas circunstâncias de uma ditadura cruel existiram bolsas de perfeição, rupturas silenciosas e experimentalismos que anteviram e prepararam a revolução. Dentro de um contexto político e social miserável encontramos caminhos de sentido contrário que serviram de base para o desenvolvimento do país depois do 25 de Abril....