1 - O alívio das correntes democráticas que se opõem ao autoritarismo, à xenofobia e ao racismo foi grande com a derrota da candidata da extrema-direita. Devem excluir-se destas aqueles setores, supostamente de esquerda, manifestamente indiferentes a uma eventual vitória de Marine Le Pen. 2 - Cerca de um terço dos votantes confiou em Le Pen. Uma posição clara e atempada da candidatura de J.-L. Mélenchon teria por certo limitado os danos. Não pode esquecer-se que dois terços dos seus ativistas, em referendo interno, defenderam o voto branco ou nulo. E que um número razoável dos seus eleitores apoiou agora a extrema-direita. Dir-se-á, pois, que em votos efetivos, a extrema-direita rondará os 20%, o que corresponde à votação na primeira volta das presidenciais.

Para Norberto Bobbio, o sectarismo em política traduz-se na condescendência para com aqueles que partilham as mesmas ideias e num ódio declarado a todos os que não pensam da mesma forma. Os sectários entrincheiram-se num sistema de pensamento único, recusando tudo o que dele se afaste ou que lhes pareça fragilizá-lo. Fazem-no mesmo quando, por razões conjunturais, são forçados a dialogar com quem divergem em muitas das posições ou escolhas. Mas só cedem em último caso, quando não lhes resta alternativa. Levam então o seu sectarismo para recantos onde ainda o podem exercer: em círculos sociais restritos, partilhados por outras pessoas do mesmo grupo, ou então procurando, por omissão ou silêncio, sabotar as iniciativas que ponham em causa aquelas certezas das quais de facto jamais abdicaram.

Avança-se cada vez mais rápido na direcção do partido líquido, sem ideias, projectos e sempre mais virado à direita. Mais, agora que Emmanuel Macron, também ele jovem como Renzi, conseguiu ter uma forte afirmação, muitos em Itália olham para a experiência francesa, onde o partido se transformou num comité eleitoral de cunho tão pós-moderno que faz lembrar os modelos políticos de Oitocentos....

Marcelo é um político do centro-direita - e um político inteligente. A sua formação, como ele próprio recordou há pouco, foi feita dentro de uma correnre de "direita social", próxima do que poderia ser em Portugal uma democracia-cristã ou mesmo um social-cristianismo. Como tal, sente-se próximo do grande entendimento entre centro-direita e centro-esquerda que ergueu o modelo social europeu no pós II Guerra Mundial. Apesar...

Vou à página de abertura do site do Partido Socialista e não encontro uma menção sequer à situação política em França. Vou à do PCP, e deparo com o mesmo silêncio, à parte uma pequena notícia que apenas menciona «a luta do povo francês». Vou ao esquerda.net - o rosto mais comunicante do Bloco - e vejo apenas uma referência ao facto de Mélenchon ter...

Muito antes de ser Presidente da Republica, como o próprio recordou na visita ao Colégio Moderno feita esta semana, Marcelo era (diz que há 50 anos!) analista político. E também foi largas décadas professor de Direito Constitucional. Já sabíamos: novato nestas coisas é que ele não é! Como constitucionalista, Marcelo sabe algumas coisas sobre o os poderes do PR: a Constituição da República Portuguesa define uma...

Trata-se de equacionar, desenvolver e aplicar medidas que têm uma forte componente intersectorial, em que as comunidades hão-de participar com capacidade de decisão. Mas para o efeito, torna-se necessário que os governantes sejam suficientemente clarividentes para fazerem do princípio da prevenção o principal instrumento da política de saúde. E o princípio da prevenção é a estratégia que conhece os riscos, que antecipa...

A nova geração da robótica e as formas mais recentes de automação e de “inteligência artificial” instalaram-se no debate público. Entre as “promessas” de uma vida preenchida pelo ócio em vez do trabalho e as “ameaças” de uma generalização do desemprego, pobreza e precariedade, é hora de nos interrogarmos quanto aos impactos prováveis da atual onda de inovação no mundo do trabalho e na sociedade. O...

Questão 1. Sabemos que na adolescência tudo é vivido a 300%. Que a euforia característica destas idades se manifesta muitas vezes em distúrbios e vandalismo. Porque têm os jovens esta necessidade de se afirmarem pela negativa? EE: A sociedade tem caminhado para um crescente individualismo, mas ao mesmo tempo os jovens são alvo de uma certa condescendência por parte das famílias, onde o número de filhos...

Num momento em que a inovação tecnológica, o trabalho digital, a robótica e as mais diversas redes informacionais parecem inaugurar um novo ciclo de atividades e formas de prestação de trabalho, torna-se necessário questionar as alterações em curso no mundo do trabalho e os seus impactos na sociedade mais geral. O presente texto procura interpretar o sentido das mudanças ocorridas no mundo laboral, segundo uma...