A distância que liga a “humilhação” à “diversão” é muito curta; e essa passagem rápida – dir-se-ia do frio para o quente – cria um efeito de catarse, que se torna marcante, que fortalece as amizades entre “iguais na adversidade”; e exalta os laços tutelares entre “caloiros” e “doutores”. Por isso, alguns chegam a gritar pelo “direito à humilhação”. Supostamente, um requisito justificado para se...

Tão importante como começarem a adquirir conhecimentos é a necessidade de adquirirem os valores de cidadania, em contacto directo com a cidade, a vila ou a aldeia. E esses podem estar descritos nos livros escolares mas escapam-lhes os acontecimentos que diariamente nelas vão acontecendo e as vão transformando....

O PSD em Lisboa, vai promover amanhã uma daquelas iniciativas de campanha que a comunicação social adora: a recriação da corrida entre o burro e o Ferrari. Para além da iniciativa estar mal recriada (de facto, Costa, candidatava-se a Loures, e queria demonstrar o quão difícil era entrar de manhã na capital, e não o quão difícil é deslocar-se de carro no centro da capital), o que...

Mais do que cativa, como hoje afirmou o ministro das Finanças na discussão que teve lugar na Assembleia da República sobre o orçamento do Estado, referindo-se à oposição, ela está no cativeiro, porque foi lá colocada pelos egípcios, que a derrotaram na batalha de 4 de Novembro de 2015...

O governo formado por António Costa vinte anos atras até podia aparecer como algo de muito natural. No fundo França, Espanha, Itália tiveram executivos baseados em alianças entre a socialdemocracia e a esquerda radical. Todavia, o que mostram os casos recentes Italiano Espanhol e Alemão, após a crise de 2008, os sociais democratas, ou, para melhor dizer, o centro esquerda, preferiram entrar em coligações com...

É por tudo isso que a notícia de que Costa está a cumprir os acordos com os seus parceiros à esquerda é uma boa notícia não apenas para a saúde da aliança de esquerdas, é também uma excelente notícia para a democracia portuguesa. Ao contrario do governo e da maioria anterior, o XXI governo constitucional está a cumprir escrupulosamente os compromissos assumidos por cada um...

Esta liberdade de escolha constituiu-se para dar cordialmente a conhecer que o SNS está em declínio e que a vontade é pouca para o reabilitar e requalificar. O que é particularmente surpreendente e lamentável num governo saído dos acordos de 10 de Novembro de 2015. ...