A MARRAR

O dia das próximas eleições autárquicas marca o meio da legislatura. Depois das eleições legislativas de 4 de Outubro de 2015, uma pequena revolução abalou uma tradição com 40 anos: desapareceu o "arco da governação" que condenava parte da esquerda a ser uma voz de protesto afastada da solução governativa. Pelo caminho, enterrou-se também a ideia da "eleição" do primeiro-ministro (algo que, curiosamente, Cunhal sempre afirmou...

Há três problemas nestes trabalhos do Público. Primeiro, porque nestas alturas António Vitorino é sempre consultado, amiúde, como foi o caso, sem contraponto… e tal revela não só uma gritante falta de imaginação na escolha dos colunistas e/ou entrevistados, como revela um grande afunilamento ideológico. Segundo e terceiro, o que choca nestas análises é a repetição de lugares comuns e a falta de referência à...

Pode parecer estranho que tenha resolvido começar a minha colaboração com a Vaca Voadora sob a égide de Churchill, um político que por muitas voltas que tenha dados - de conservador a liberal e de regresso ao seio dos tories, de derrotado nos Dardanelos/Galipoli como ministro da guerra (1915) e responsável, com chanceler do tesouro, pelo desastre da adesão britânica ao padrão-ouro, demolida por Keynes,...

Enquanto a tutela da Saúde se deslocava da Fundação Calouste Gulbenkian para Santo Tirso com passagem pelo Centro Cultural de Belém, mostrando às plateias os progressos que ao fim de um terço do mandato tinha conseguido, o retrato da saúde dos portugueses, evidenciado pelo Inquérito Nacional de Saúde, realizado em 2014, tinha perdido brilho e muitas das suas cores tinham desaparecido. A circunstância de os...