Author: André Freire

É por tudo isso que a notícia de que Costa está a cumprir os acordos com os seus parceiros à esquerda é uma boa notícia não apenas para a saúde da aliança de esquerdas, é também uma excelente notícia para a democracia portuguesa. Ao contrario do governo e da maioria anterior, o XXI governo constitucional está a cumprir escrupulosamente os compromissos assumidos por cada um...

Para cimentar a aliança, ou dito de outro modo, para que a solução de governo de esquerdas tenha condições para funcionar de forma estável e duradoura, é crucial ainda que os resultados da governação, ou seja, os outputs das políticas, sejam positivos e que todas e cada uma das forças políticas que compõem a solução possam reivindicar e apresentar claramente os seus contributos específicos e...

Portanto, inverter a austeridade assimétrica era algo absolutamente crucial para restaurar algum equilibro nas relações entre o capital e o trabalho, que a direita (2011-2015) tinha subvertido claramente em favor do capital, e isso o governo de esquerdas está claramente a fazer. Não é de somenos para uma política de esquerda, mesmo se se mantem uma significativa contenção (austeridade?!) em vários domínios, nomeadamente para cumprir...

Para olhar o futuro com lucidez, mas também otimismo, é preciso sabermos das virtualidades da solução política que sustenta o XXI governo constitucional. É esse o objeto deste artigo: Que consequências se espera que tenha esta solução política para o funcionamento dos sistemas políticos democráticos, nomeadamente e acima de tudo devido à inclusão da esquerda radical na esfera governativa? Primeiro, o sistema político está hoje mais...

Foi hoje aprovado o segundo orçamento da solução política que sustenta o XXI governo constitucional: um governo minoritário do PS mas apoiado pela esquerda radical (designação puramente técnica e nada pejorativa) portuguesa, ou seja, pelo BE, PCP e PEV. Um governo minoritário, mas que num fundo é uma espécie de «coligação dissimulada» porque só o PS tem presença ministerial, mas a solução política tem um...

Em principio, é hoje aprovado na generalidade o segundo orçamento da solução política que sustenta o XXI governo constitucional: um governo minoritário do PS mas apoiado pela esquerda radical (designação puramente técnica e nada pejorativa) portuguesa, ou seja, pelo BE, PCP e PEV. Um governo minoritário, mas que num fundo é uma espécie de «coligação dissimulada» porque só o PS tem presença ministerial, mas a...